“CUIDAR... A primeira arte da vida”
Marie-Françoise Colliére

Os profissionais de saúde envolvidos na génese deste projecto tudo fizeram para que o mesmo fosse inovador, digno e clarificador do conceito de cuidar. Ao longo dos últimos anos, durante a sua idealização, todos os esforços empreendidos tiveram como premissa central a “Arte do Cuidar” .

A complexidade que envolve um projecto desta natureza, cujas ambições são ilimitadas no que concerne à prestação de cuidados humanizados, torna-o ainda mais valioso, dado que as exigências de quem o projectou e, felizmente, dos futuros clientes, são muito elevadas. E só assim se compreende a sua existência.

Pensado com “amor”, este projecto tem vindo progressivamente a tornar-se na realidade tanto ambicionada. Queremos desde já ser referência. Ambicioso mas ao nosso alcance.

Muitos afirmam que todos sabem cuidar, desde que para isso sejam preparados. Nós pensamos que não. Atentemos nas palavras sábias de uma referência mundial na filosofia do cuidar:
“A nível profissional, aqueles que escolheram uma profissão na área da saúde não podem de imediato ser classificados como prestadores de cuidados. A própria natureza desta actividade, não permite que este estatuto seja adquirido automaticamente através de uma qualificação ou de uma função, sejam elas quais forem. Ser prestador de cuidados exige, fundamentalmente, um espírito profundo e genuinamente humano, manifestado pela preocupação com o respeito pelo outro, e pelas acções pensadas e criadas por uma determinada pessoa ou grupo”
Walter Wesbeen

Não é por isso presunção afirmar que projectos desta natureza são raros, especificamente se atendermos à nossa envolvente. Estes são os conceitos que sustentam este projecto. Todos os pormenores foram devidamente pensados, no sentido de dar a resposta que cada cliente deseje.

No entanto, e de forma globalizadora, entendemos que podemos dividir o projecto em quatro pontos fundamentais que sustentam a sua filosofia: a estrutura, os profissionais envolvidos, a família e a qualidade da gestão.

Comecemos pelo primeiro ponto mencionado. O espaço físico é fabuloso e extremamente belo. Espaçoso, bem decorado, com elementos de excelente qualidade, com todas as estruturas essenciais ao bem estar dos clientes, reune também todos os elementos de segurança considerados fundamentais. Só para darmos alguns exemplos referimos: a existência de portas “corta-fogo” em todo o edifício, sistema de alarme “anti-fogo”, sistema interno de “vídeo-vigilância”, chão “anti-derrapante”, ou os corrimãos com barras de segurança.

Também os profissionais escolhidos foram alvo da nossa preocupação. Sabemos que sem profissionais de qualidade, que simultaneamente estejam envolvidos no projecto, os objectivos inicialmente traçados estão condenados ao fracasso. Por este motivo todos os profissionais em exercício foram rigorosamente seleccionados. Os seus currículos, profissional e académico, foram elementos centrais de decisão para a integração na equipa.

Um terceiro ponto faz referência à importância da família. Não descuramos o papel essencial que a família ocupa neste projecto. Sabemos que sem o envolvimento da família o projecto não se concretiza em toda a sua plenitude. Neste sentido, incentivamos a presença e intervenção constante das respectivas famílias em todas as actividades existentes, no sentido da obtenção de resultados que satisfaçam em pleno os que mais necessitam: os clientes da casa.

Por fim, e não de somenos importância, a qualidade da gestão. Exercida por pessoas academicamente preparadas, e por isso com saberes integrados nos novos conceitos de saúde, com uma visão estruturante e virada para o século XXI, a gestão procura integrar novos conhecimentos e novas práticas, numa perspectiva de médio e longo prazo, que visa a obtenção de um elevado nível de satisfação, tanto para os profissionais que integram os quadros da instituição como, principalmente, para os clientes que serve.

Bem vindos a este projecto de sonho. Esperamos por si e contamos também consigo para que o sucesso seja de todos.

“Cuidar, numa perspectiva de saúde, é ir ao encontro de outra pessoa para acompanhar na promoção da sua saúde.”
Walter Hesbeen

A Direcção